Bem Vindos!!!!!

Bem vindos queridos amigos e leitores! não reparem muito pois o Blog é novo e agora que me adentrei neste mundo tão virtual quanto a nossa propria realidade.
Criei este Blog amador com finalidade e objetivo de discutir principalmente o Jornalismo nosso de cada dia, todos os percausos e maravilhas desta profissão tão apaixonante.
Mas não se impressionem se forem abordados temas que fogem um pouco o tema Jornalismo.
No mais sejam bem vindos e lembrem-se:

"Se você é capaz de sonhar, é capaz de fazer."

Uma ótima leitura!
Até mais!

Josimar Melo


sábado, 9 de agosto de 2008

O Poder de Construção e de Interferência da Mídia na Realidade

Quando falamos a respeito do poder que a mídia exerce em todas as sociedades, principalmente depois do advento do capitalismo nós Jornalistas vemos o quanto de influencia no mundo nós causamos, quando escrevemos uma matéria, mostramos uma noticia em um determinado tipo de veiculo de comunicação de massa como TV, rádio e a tão ágil e rápida internet, o Jornalismo é ao mesmo tempo intermediário do fato com o telespectador e construtor desta mesma realidade.

Vamos tomar como base da teoria da construção da noticia o newsmaking, o Filme “Terra de ninguém” que tem como pano de fundo uma guerra Européia na fronteira entre dois países.

Neste filme uma jornalista está em busca de um furo jornalístico, para conseguir informações ou seja captar os dados que precisa, ela ouvi clandestinamente as freqüências militares, o que é crime, para tentar mostrar uma determinada realidade. Esta é mais uma conseqüência da pressão que o jornalista sofre pela busca da noticia.

A Jornalista mostra o fato criando uma situação que leva emoção, e a ONU só passa a tomar providências por causa da repercussão da imprensa, mais uma prova da influência e do poder da mídia na sociedade, a imprensa mostra o fato de modo que a sociedade se comova e esta pressione as autoridades a tomar atitudes, neste caso a ONU não queria ter sua imagem criticada nos meios de comunicação e se viu a ter que tomar atitudes, tudo começando com a divulgação de uma matéria.

Mas é claro todo acontecimento possui critérios e valores para se tornar uma noticia, os critérios servirão de escala para se formar uma noticia e os valores a serem dados serão os atributos, sem esquecer de mencionar a preocupação com a audiência pois, é o publico que determina o que é noticia.

E um dos principais fatores a serem mencionados na construção de uma noticia são os constrangimentos organizacionais, ou seja, a empresa a qual o jornalista é empregado tem bastante força no poder de decisão sobre o que é noticia.

O Jornalismo não é somente um espelho que reflete o que acontece mas é o construtor de uma realidade que dependendo destes fatores já citados como os critérios de noticiabilidade, os valores noticia, a audiência e é claro as empresas jornalísticas possuem um papel fundamental não só de construção e interferência mas possui um papel de enorme influência na sociedade, por isso jornalistas e empresa de comunicação de massa devem ter grande preocupação com o que é divulgado e a forma como e passado ao publico, pois somos formadores de opinião com credibilidade social a zelar.

domingo, 3 de agosto de 2008

POLÍTICA CINEMATOGRÁFICA

Política, um assunto muito interessante e de primordial importância no futuro do nosso país, estado, de nossas cidades e principalmente nas nossas vidas.

Mas infelizmente chegou um período que pessoalmente nunca fui fã.

Poluição sonora com impertinentes gingles incomodando a paz e o silêncio existente em momentos reservados ao descanso, carreatas engarrafando nossas avenidas, congestionando e mostrando a falta de infra-estrutura de uma cidade que não foi planejada para crescer.

Isso ainda sem falar do premiado Horário Político, que interfere na programação alienante da TV brasileira. Sem mencionar que o horário reservado aos políticos não poderia ser melhor adjetivado do que alienante e humorístico. Um show de entretenimento que leva a acreditarmos que realmente a situação em que o mundo se encontra pode mudar. Não sou contra termos um pouquinho de esperança, mas a vida real se torna bem diferente dos filmes com um belo final feliz em que todos acabam bem. Na realidade vemos pessoas comuns se portando como atores falando de fantasias mais que irreais, e exercendo o papel de platéia estamos todos nós, aplaudindo, rindo e enchendo o faturamento da bilheteria e ao final levantamos e enxergamos a dura e cruel realidade.

Um verdadeiro roteiro de cinema, muita propaganda, muita falação, expectativa e ao final temos que encarar a vida que nos cerca.

(E relembro o Horário Político ainda nem começou)