Bem Vindos!!!!!

Bem vindos queridos amigos e leitores! não reparem muito pois o Blog é novo e agora que me adentrei neste mundo tão virtual quanto a nossa propria realidade.
Criei este Blog amador com finalidade e objetivo de discutir principalmente o Jornalismo nosso de cada dia, todos os percausos e maravilhas desta profissão tão apaixonante.
Mas não se impressionem se forem abordados temas que fogem um pouco o tema Jornalismo.
No mais sejam bem vindos e lembrem-se:

"Se você é capaz de sonhar, é capaz de fazer."

Uma ótima leitura!
Até mais!

Josimar Melo


terça-feira, 17 de agosto de 2010

Horário Eleitoral Gratuito? Você sabe quanto você paga por ele?



Sempre tive a dúvida por que estas singelas aparições de personagens na TV de quatro em quatro anos denomina-se “Horário Eleitoral Gratuito”, e com a curiosidade jornalística de sempre fui fazer uma despretensiosa pesquisa.

Pois bem, acabei por me deparar com uma verdade que todos sabemos, que de gratuita a propaganda só tem o nome, e como a famosa Lei de Murphy diz "Se alguma coisa pode dar errado, com certeza dará". O horário político que muitos dizem hoje em dia ser motivo de diversão e muitas risadas custa a isenção de R$ 851 milhões em impostos, que é uma forma do governo compensar as perdas das empresas de comunicação, dando o benefício da renúncia fiscal, já que as emissoras deixam de receber de anunciantes para veicularem a propaganda.

Ou seja.......

A Receita Federal "compra" o horário das emissoras e por conseqüência os cidadãos brasileiros “pagam” pela propaganda eleitoral “Gratuita”. Não vejo mal nenhum em pagar para se informar sobre algo de relevância na sociedade, principalmente no que diz respeito ao futuro de seu Estado e seus país, mas ter direito a essas informações não seria por obrigação ser “gratuita” ?

Esta chamada isenção aos veículos de comunicação, rádio e televisão, está acima do que é investido no PROUNI - Programa Universidade Para Todos que possui um orçamento estimado em R$ 502,8 milhões.

Pois bem seria um bom investimento se tudo que não víssemos fosse um amontoado de promessas que sabemos não sairão do discurso. Mas o que vale hoje em dia é a mais pura diversão de uma alienação disfarçada de entretenimento.



Fazendo uma conta é como se cada brasileiro pagasse R$ 4,44 pela horário, pouco né, multiplique por 191,5 milhões de brasileiros.




Em mensagens no Twitter e no Facebook postei:

@JosimarMelo Agora fiquei na dúvida de qual comédia assistir, Two and Half Man na Warner ou o horário politico ?

E a jornalista Roberta Gomes me respondeu @betagomes “Depende do quanto queres sorrir... muito ou mais ou menos? rsrsrs Tô brincando.” E respondi novamente “No seriado eu rio do começo ao fim, no Horário Político eu rio no começo, fico com raiva no meio e sei que sempre seremos lesados no fim”

Mas depois de saber que na verdade nós é que pagamos para aqueles singelos personagens brincarem durante alguns minutos na TV vejo que quem acaba fazendo graça não são eles.

Sei que vou parecer o chato. Mas Horário Político é realmente engraçado tenho que concordar com a maioria, mas quem são os palhaços no final? $$$$$$$$ #ficaadúvida #pensenisso




Agenda Cultural
Saiba quando fugir do “Horário Eleitoral Gratuito”

terça-feira, 10 de agosto de 2010

"Você se percebe manipulado?"Os Principais Presidenciáveis nossos de cada dia

Particularmente sempre confessei não gostar de política, mas fechar os olhos para o segmento que rege nosso país é concordar com o analfabetismo simplório que se arrasta pelo nosso país.

O Jornal Nacional da Rebe Globo, iniciou uma série de entrevistas com quem eles mesmos adjetivam de "Os três principais presidenciáveis" vejo que a discussão poderia ser um pouco mais abrangente e com mais candidatos, visto que os ditos candidatos menores tem influência direta na decisão de uma eleição, e que por mais que não sejam muito abordados suas ideias e planejamentos apresentam rumos interessantes em alguns segmentos da organização e estrutura administrativa do país.

Mas tudo depende de como se apresentar a população e principalmente para mídia, que sempre foi decisiva não só nos principais momentos do período eleitoral, mas no antes, durante e depois dos embates. Indiscutivelmente a imagem de um candidato é construída pelo seu relacionamento com os principais veículos de comunicação. Juridicamente os meios de comunicação não podem apresentar juízo de valor sobre candidato A ou B, pois as redes de mídia possuem concessão pública e por lei devem apenas relatar os fatos para que a população desenvolva seu senso critico.

Não precisamos ser necessariamente Jornalistas, Relações Públicas ou Publicitários para percebem que tudo isso desde seus primórdios já nasceu como um grande show.

Destaco o trabalho monográfico que realizei ao lado da Jornalista Rafaela Mota com o tema "Os Padrões de Manipulação da Mídia" para enfatizar não só o poder que a mídia exerce sobre a construção do senso critico das pessoas, mas mostrar como eles realizam esta manipulação sem ao menos percebermos que somos induzidos a agir e pensar de determinadas formas.

Veja alguns dos padrões de manipulação abordados no trabalho: 1. Padrão de Ocultação
2. Padrão de Fragmentação 3. Padrão da Inversão 3.1 - Inversão da relevância dos aspectos:3.2.- Inversão da forma pelo conteúdo:3.3 - Inversão da versão pelo fato:Inversão da Opinião pela Informação 4. Padrão da Indução.

A pergunta é "Você se percebe manipulado?"

Baixe aqui. Por Josimar Melo e Rafaela Lima: Monografia: Os Padrões de Manipulação da Mídia: Uma análise da veiculação de notícias nos jornais O Estado do Maranhão e Jornal Pequeno na candidatura e eleição do senador José Sarney à presidência do Senado

Segue abaixo a primeira entrevista da candidata Dilma Rousself - PT.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Dia do Capoeirista

Arte marcial, cultura, dança e ferramenta de libertação. No dia 3 de agosto comemora-se o Dia do Capoeirista.



Com origens africanas A história da capoeira começa no século XVI como um instrumento de resistência e física e cultural dos escravos. Os descendentes de escravos brasileiros aperfeiçoaram e transformaram singelos passos de dança na primeira arte marcial genuinamente brasileira.

Instituído pela Lei nº 4.649 do dia 7 de agosto de 1985, o dia 3 de agosto tornou-se oficialmente o Dia do Capoeirista. Historicamente marginalizada na sociedade brasileira a Capoeira no período republicano era considerada ato de criminalização, e seus praticantes eram considerados “desordeiros e contraventores da Lei” onde era proibida com pena de detenção qualquer manifestação que remetesse a arte dos escravos.

Em 1953, Manoel dos Reis Machado, o Mestre Bimba, se apresentou para o Presidente Getúlio Vargas, e este declarou a Capoeira como único esporte verdadeiramente nacional.

Atualmente presente em mais de 150 países a prática da capoeira vem crescendo principalmente fora do Brasil, valorização esta que remete ao forte apelo cultural e importância na formação histórico social do Brasil.

Depois de uma ampla pesquisa realizada entre os anos de 2006 e 2007 no dia 15 de julho de 2008 a Capoeira foi tombada como Patrimônio Imaterial Brasileiro pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

A capoeira compõe vários componentes culturais do Brasil, o que lhe proporciona riqueza artística, musical e dinâmica; um enorme potencial evolutivo e finalmente, uma gama intensa de aplicações esportivas, coreográficas, terapêuticas e pedagógicas, que abrange desde a sonoridade das cantigas as artes marciais e a defesa pessoal.

Por Josimar Melo- Jornalista e Capoeirista